Inter ainda sonha

01/07/09 - Fonte: UOL Esporte

O Corinthians abriu 2 a 0 de vantagem sobre o Internacional na decisão da Copa do Brasil e está com uma mão na taça. Mas o Internacional, mesmo não vivendo um bom momento, tentará fazer de tudo para evitar que o time paulista confirme o título nesta quarta-feira, em Porto Alegre, e ouça o tradicional grito de “festa na favela” de sua torcida.

Para atingir esse objetivo, a equipe colorada aposta nas presenças de Nilmar, D’Alessandro e Kléber, jogadores que não puderam atuar na primeira partida da decisão no Pacaembu. A disputa dos 90 minutos que restam para saber quem completa o chamado “atalho para a Libertadores” com sucesso está marcada para as 21h50, no Beira-Rio.

A semana que antecedeu o duelo foi bastante agitada. As relações entre as duas equipes, que não é das melhores desde 2005, quando o Corinthians foi campeão brasileiro beneficiado pelo cancelamento dos resultados de algumas partidas, ficou ainda mais estremecida logo após o jogo no Pacaembu. E o pivô do incêndio foi o vice-presidente de futebol do Inter, Fernando Carvalho. Logo de cara, o dirigente falou que o Beira-Rio seria um inferno para o Corinthians. Os colorados compraram a ideia. Mas não parou por aí.

No início desta semana, o dirigente ampliou seus ataques e convocou a imprensa gaúcha para exibir um DVD em que mostrava supostos erros de arbitragem que haviam ajudado o Corinthians ao longo da competição. Disse que existe um “inconsciente coletivo” beneficiando o time de Parque São Jorge. Quando Ronaldo e dirigentes alvinegros reclamaram de sua conduta, engrossou o discurso e disse que a equipe paulista parecia uma “vaca sagrada”.

Tite, por sua vez, tratou de deixar sua equipe alheia às provocações para encontrar uma formação que pudesse derrubar a boa vantagem que o Corinthians terá no Beira-Rio. E, agora, ao contrário do que aconteceu no Pacaembu, poderá contar com os jogadores mais importantes de seu elenco. O atacante Nilmar e o lateral-esquerdo Kléber voltam da seleção. D’Alessandro, recuperado de lesão, está pronto para jogar.

Como não poderá contar com o volante Sandro, Tite deve mandar o time pra frente, colocando dois meias ofensivos para auxiliar Nilmar e Taison. Assim, entrariam em campo D’Alessandro ao lado de Andrezinho. Magrão também auxiliaria no apoio e Guiñazu ficaria como primeiro volante.

Dentro das diversas possibilidades que o Inter tem de mexer em sua escalação, essa, no entender de Mano Menezes, é a que forçaria mais adaptações no Corinthians. “Em termos táticos, a única coisa que vejo que muda bastante em relação ao que vimos no Pacaembu é se eles tiveram dois meias”, afirmou.

Mas o treinador já deixou claro que não fará alterações na formação de sua equipe, que também tem mudanças em relação ao time que jogou a primeira final. André Santos retorna da seleção e retoma a posição na lateral-esquerda que, na primeira partida, foi de Marcelo Oliveira. Além desta alteração, nada mais será diferente no time do Corinthians.

“É difícil ter surpresa. Você vai analisando a temporada e os resultados e vê que realmente encontrou o time. O Corinthians tem uma equipe que foi atuando nos momentos decisivos e tenho que respeitar os resultados. Não quer dizer que não temos falhas, que nada precisa ser melhorado e corrigido, mas os resultados estão aí”, completou o treinador alvinegro.

E os resultados realmente pesam a favor do Corinthians. Com sua equipe titular, o time só foi derrotado uma vez nesta temporada (3 a 2 para o Atlético-PR na própria Copa do Brasil). Jogando em casa, O goleiro Felipe não foi vazado nenhuma vez e, como visitante, a equipe jamais deixou de balançar as redes.

Enquanto o Corinthians chega para decisão embalado, o Inter tenta se manter no caminho das vitórias. Antes de bater o Coritiba por 3 a 0 no domingo, o time ficou sem vencer desde o dia 31 de maio. Foram seis jogos sem sucesso. E é alicerçado nesse retrospecto que o torcedor corintiano esbanja confiança para cantar em pleno Beira-Rio lotado de colorados: “É festa na favela”.

INTERNACIONAL X CORINTHIANS

Data:01/07/2009 (quarta-feira)
Local: Beira-Rio, Porto Alegre
Árbitro:Ricardo Ribeiro (MG)
Auxiliares:Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Roberto Braatz (PR)

Internacional
Lauro; Bolívar, Índio, Danny Morais e Kléber; Magrão, Guiñazu, Andrezinho (Glaydson) e D’Alessandro; Taison e Nilmar.
Técnico: Tite

Corinthians
Felipe; Alessandro, William, Chicão e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho.
Técnico: Mano Menezes

 

Viagra reviews