Arquivo de setembro de 2013

Terceiro jogo sem marcar gol e mais uma derrota

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Depois de um primeiro tempo fraco tecnicamente, o Corinthians tentou apertar o ritmo na segunda etapa. Se o jogo passou longe de ser um primor do ponto de vista técnico, os times ao menos mostraram muita vontade e equilíbrio.

O Corinthians sofreu do mesmo mal que sofre desde que venceu o Mundial em 2012: o time simplesmente não ataca o gol adversário. O Timão não deu um chute perigoso sequer ao gol do Botafogo. Por outro lado, Cássio precisou fazer boas defesas.

Tendo que repetir o ataque com Emerson e Romarinho, o mesmo problema que sofreu ante o Internacional voltou a aparecer. Sem nenhuma referência no ataque, Emerson e Romarinho batiam cabeça no posicionamento.

O meio campo com Edenílson no lugar de Ibson e Maldonado no lugar de Ralf funcionou bem, mas não conseguiu evitar a incômoda e habitual falta de contundência ofensiva do time.

Igor, titular na vaga de Alessandro, deixou o time com uma lesão na coxa. O zagueiro Felipe entrou em seu lugar improvisado e foi mal. Tomou um cartão amarelo em poucos minutos e o gol de Hyuri aconteceu nas suas costas, aos 45 do segundo tempo. É o segundo jogo seguido que o Botafogo decide no último minuto.

Pato havia entrado no lugar de Romarinho e quase marcou de cabeça, mas ficou só nisso. Douglas e Danilo tiveram marcação pesada e a armação da equipe ficou comprometida. Com Danilo apagado em campo, dificilmente o Corinthians consegue ameaçar o adversário.

Para o próximo jogo, diante do Goias, o time deverá ser remontado. Sem Fábio Santos e sem Igor, Tite não tem opções para a lateral esquerda. Alessandro deverá ser improvisado, o que obriga Edenílson a voltar para sua posição de lateral e retornar com Ibson no meio campo. Romarinho deve ser sacado da equipe para a volta de Guerrero. Pato e Emerson disputam a outra vaga no ataque.

Nas últimas três rodadas, o time acumulou apenas um ponto e se distancia do G-4.

Corinthians e Botafogo fazem duelo no Rio

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O Corinthians vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro. A dura missão do Timão é conseguir uma vitória após duas péssimas apresentações diante do Glorioso, que vive grande momento e é o vice-líder da competição.

Para isso, Tite sacou (finalmente) Ibson do time e precisou deslocar Edenílson para o meio de campo, promovendo o retorno de Alessandro para a lateral enquanto Guilherme, volante titular, continua afastado por lesão.

Cássio volta ao gol depois de recuperar-se de uma forte pancada na cabeça. Fábio Santos, por sua vez, continua vetado pelo departamento médico e Igor segue na equipe titular.

Emerson e Douglas voltam de suspensão, mas Ralf cumpre a sua por causa de três cartões amarelos. Maldonado faz a função sem sustos.

Por outro lado, o Botafogo conta com o retorno de Seedorf, técnico dentro de campo e maior estrela do time. Portanto, os volantes do Timão terão trabalho.

Guerrero e Pato podem ficar no banco, já que retornam de suas seleções, mas ainda não foi confirmado nada por Tite. O time escalado conta com Cássio, Alessandro, Paulo André, Gil e Igor; Maldonado, Edenílson, Douglas e Danilo; Romarinho e Emerson.

O jogo será hoje às 21h45min (horário de Brasília) no “New Maracanan”.

Primeiro turno acabou. O que precisa mudar para o segundo turno?

terça-feira, 10 de setembro de 2013

O time começou com a promessa de grande campanha. O elenco mais estrelado e poderoso do país, o time que mais gastou para se reforçar, a contratação mais cara da história do futebol nacional. Na tabela, porém, apenas em quinto lugar.

Não que seja uma posição ruim ou preocupante, mas a expectativa era que o Timão estaria lutando pela liderança. O que deve ser considerado?

Primeiramente, a vontade do time. É complicado incentivar um elenco que já ganhou quase tudo e viveu uma duradoura lua de mel com a torcida (que ainda guarda resquícios das comemorações). Mesmo com o intuito de privilegiar a Copa do Brasil, o time passou sufoco diante do modesto Luverdense para avançar no torneio.

A postura do time, outrora aguerrido, é apática. O Corinthians entrou numa zona de conforto difícil de sair.

Outro ponto a ser levantado é a perda de jogadores. Ainda que tenha o maior e mais caro elenco do campeonato, o Corinthians perdeu Paulinho para o futebol inglês. Mesmo num time que prima por não depender de estrelas, Paulinho tinha papel fundamental, tanto tático quanto técnico. Firmou-se como o melhor volante brasileiro em atividade no futebol mundial; é natural que faça falta.

Guilherme fazia bom trabalho em seu lugar. Apoiando menos, mas marcando muito bem e sendo seguro como um bom volante deve ser. Acontece que ele se machucou e também desfalcou o time.

Renato Augusto viveu bons momentos enquanto esteve em campo, mas passa mais tempo fora que dentro. Além de duas lesões na perna, o meia contratado junto ao Bayer Leverkusen chegou até a fraturar o rosto em dada ocasião. A bruxa está solta para Renato.

Além disso, o time perdeu com frequência alguns jogadores por causa de cartões ou lesões menores. O que levanta outra questão: gastando a fortuna que gastou, o elenco poderia ser mais completo.

Tirando Gil, nenhum contratado é titular, nem mesmo Pato, que até agora não justificou por que custou R$ 40 milhões. Mesmo sendo convocado para a seleção, ele pode vir a ser uma das maiores furadas da história do clube (título pertencente a desastrosa contratação de Defederico).

Ibson não tem a menor condição técnica para atuar em um time grande e não dá conta do recado de substituir Guilherme. Jocinei, porém, não está pronto para entrar.

Além do mais, a renovação do contrato de Emerson ainda gera dúvidas. Tudo bem que Tite sabe que precisa de um atacante decisivo no elenco para jogar com Guerrero. Nem Romarinho e nem Pato assim o são. Mas desde a final da Libertadores, Emerson não apresentou sequência de bons jogos.

No entanto, time forte o Corinthians tem. Um grande treinador, também. Se quiser sonhar com G-4 e título, será necessário mudar apenas a postura e sair, de uma vez por todas, dessa já incômoda zona de conforto.

Primeiro turno chega ao fim com jogo sonífero

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

O primeiro turno do Brasileirão encerrou-se na rodada de domingo. O Corinthians enfrentou o lanterna Náutico e não conseguiu sair do 0 a 0 em um dos jogos mais soníferos e sem emoção de todo campeonato.

Tudo bem que o time estava completamente desfalcado e Tite precisou fazer “malabarismos” para por a equipe em campo. Edenílson foi deslocado para o meio campo, já que Guilherme, Douglas e Renato Augusto estavam fora. Com isso, Alessandro voltou a lateral e Ibson recebeu o papel de auxiliar na armação.

Sem outros atacantes, o jovem Léo foi titular, mas notadamente longe de ser um jogador pronto, foi substituído pelo também garoto Vítor Júnior. Sem referência no ataque, Danilo precisou fazer a função de atacante desde a metade do primeiro tempo.

Igor foi titular na lateral esquerda e Danilo Fernandes, no gol.

Paulo André, o melhor do time em campo, chegou a jogar de centroavante no fim do jogo, para tentar usar sua altura em bolas aéreas e deixar Danilo atuar onde sabe, fora da área. O zagueiro (atacante) teve mesmo as melhores chances do Corinthians, além de uma bola na trave chutada por Ibson. Mas nada foi possível para mudar o jogo. Gideão, goleiro do Náutico, merece destaque: nas vezes que foi exigido, correspondeu com boas defesas.

Com o empate sem gols, o time terminou o turno em sexto colocado, empatado em pontos com o Internacional.

Para a próxima partida, Douglas e Emerson estão de volta. Fábio Santos também deve recuperar sua vaga. Cássio segue como dúvida e Ralf, suspenso com o terceiro amarelo, dará lugar a Maldonado. Guilherme e Renato seguem fora por causa de lesões e Pato e Guerreiro continuam com suas seleções nacionais.

O Corinthians enfrenta o Botafogo, vice-líder do Brasileirão, no Rio de Janeiro na quarta-feira.

Tite enfrenta muitos problemas para escalar time

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Mesmo tendo um elenco grande e com boas peças de reposição, uma sequência de acontecimentos deixou Tite com muitos problemas pra conseguir montar o time para a próxima rodada do Brasileirão.

A começar pelo ataque. Guerrero, titular absoluto, está com a seleção peruana para as Eliminatórias da Copa de 2014. Pato está com a seleção brasileira e Emerson, suspenso com três amarelos. As opções são Romarinho, que será titular, e os jovens Léo e Paulo Vitor. Léo, de 18 anos, deverá assumir a vaga de Guerrero.

No meio campo, o problema é ainda mais grave. Guilherme e Renato Augusto já são desfalques por conta de lesões. Douglas, que jogava no lugar de Renato, está suspenso com o terceiro amarelo também, o que deixa o treinador sem opções. Ibson não agrada, mas não tem substituto.

Uma alternativa seria deslocar Edenílson para o meio e adiantar Ibson. Com isso, Alessandro voltaria a lateral direita. Talvez até Jocinei pudesse fazer sua precoce estreia. De qualquer forma, o time sofrerá com a ausência de um armador para dividir a função com Danilo.

Na zaga, Fábio Santos ainda é dúvida. O atleta saiu sentindo a coxa na partida diante do Internacional. Igor ou mesmo Alessandro podem jogar na lateral esquerda. Cássio também deve desfalcar o time e Danilo Fernandes deverá ser titular.

Não a nada confirmado ainda e Tite vai quebrar a cabeça para montar a equipe para o jogo diante do fraco Náutico.

Problemão, hein Tite?

Internacional vence Corinthians depois de seis empates seguidos

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Apesar do começo agitado do Corinthians, o Internacional amassou o Timão. Rapidamente o time gaúcho tomou conta do jogo e assim foi até o final.

Sabiamente, Dunga armou o Colorado para jogar no campo de defesa do Corinthians, pois uma das grandes forças do Timão é conseguir aplicar marcação dura desde os atacantes até os zagueiros.

O ataque, sem a referência de Guerrero, não funcionou. Romarinho e Emerson mostraram-se perdidos, sem movimentação coerente e sofreram com firme marcação gaúcha. Nem Danilo e Douglas conseguiram impor algum ritmo ao time, que ficou todos os 90 minutos sem chutar uma bola sequer ao gol colorado.

No primeiro tempo, após uma trombada faltosa de Damião em Cássio, o goleiro corintiano caiu no chão sentindo-se muito tonto e com dores na região da cabeça. Como o árbitro demorou a apitar, a sequência do lance resultou num gol do Inter, anulado em seguida. Na ocasião, muito bate boca e Tite expulso por ter deixado a área técnica. Cássio precisou ser substituído e apresentava edema no crânio após o jogo.

No segundo tempo, o Inter ainda castigando o Corinthians, sofreu uma falta pela lateral direita do ataque. D’Alessandro cobrou direto para o gol e contou com o desvio em Romarinho para dar os números finais a partida: 1 a 0.

Para o próximo jogo, a coisa está feia para Tite. O Corinthians perdeu Douglas e Emerson, ambos com o terceiro amarelo. Acontece que Renato Augusto não este disponível no meio e o Timão não conta com outros armadores e tanto Pato quanto Guerrero seguem com suas seleções. No ataque, Leo ou Paulo Vitor podem ganhar oportunidade ao lado de Romarinho.

Velocidade no ataque será arma contra Internacional

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

O grande desafio do Corinthians hoje a noite será impor velocidade à defesa do Internacional e contar com a precisão do ataque. A defesa sólida do Timão conta com o retorno de Paulo André e tem tudo para segurar o poder ofensivo dos gaúchos.

Sem Guerrero ou Pato e com Emerson no comando do ataque, a arma do Corinthians será usar da sua velocidade e de Romarinho para vencer a defesa colorado. No meio campo, com Danilo e Douglas, a armação contará com muita qualidade no passe e deve trabalhar com enfiadas e chutes fortes da entrada da área.

Sete rodadas sem vencer, o Inter também não conta com seu principal artilheiro, o uruguaio Diego Fórlan. O ataque colorado deve ser formado por Scocco e Leandro Damião.

Curiosamente, Fórlan e Guerrero desfalcam suas equipes, mas se enfrentam semana que vem, quando Uruguai e Peru jogam pelas Eliminatórias para a Copa de 2014.

A partida acontece hoje no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, às 21h50 (horário de Brasília). O Corinthians está confirmado com Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Danilo e Douglas; Romarinho e Emerson.

Corinthians volta a reencontrar ex-companheiros, agora diante do Internacional

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Depois de reencontrar antigos companheiros no Flamengo, o Timão se prepara para reencontrar outros colegas no Internacional. A verdadeira intenção, no entanto, é repetir o jogaço que fez diante dos cariocas.

Campeões recentemente pelo Corinthians, o Internacional conta com Alex e Jorge Henrique em seu elenco. O atacante, porém, não enfrenta o ex-clube por estar suspenso. Alex estava presente na campanha da Libertadores de 2012, mas saiu antes do Mundial. Por outro lado, Alexandre Pato foi revelado pelo Internacional, mas foi vendido ao Milan sem nenhum jogo completo pelo time gaúcho.

Mas Pato também não enfrentará o Inter porque estará defendendo a Seleção Brasileira (é sério). Bem como Guerrero, que outra vez defenderá a Seleção Peruana. Guilherme e Renato Augusto seguem recuperando-se de lesões e cirurgias.

Por isso Tite montou o time com Emerson e Romarinho no ataque, ficando com Sheik a função de jogar mais enfiado. Danilo volta de suspensão e Douglas será mantido no meio depois da apresentação de gala diante do rubro-negro carioca.

Paulo André também volta de suspensão. Portanto o time confirmado tem Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Danilo e Douglas; Romarinho e Emerson.

O jogo será amanhã, as 21h50 (horário de Brasília) em Nova Hamburgo.

Show de Douglas e boa atuação de Pato garantem goleada sobre o Flamengo

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Era pra ser um jogo apreensivo. O Corinthians não contava com seu melhor jogador do meio campo, Danilo, e com toda armação sob responsabilidade de Douglas, nem com o zagueiro Paulo André, ambos suspensos. Ainda reencontraria ex-jogadores do clube que já fizeram sucesso no Timão.

Porém, se temíamos que o camisa 10 ficasse sobrecarregado, ele tirou de letra. Douglas deu um verdadeiro show e tomou conta da partida. Jogando centralizado, fez a função de Danilo com segurança, distribuiu o jogo e deu um passe lindo para Pato marcar um gol.

Pato, por sua vez, mostrou-se mais participativo que nunca, o que lhe rendeu dois gols (só não fez o terceiro porque Felipe rebateu, mas deixou nos pés de Romarinho para ampliar) e seu melhor jogo com a camisa do Corinthians. Talvez Tite o mantenha como titular.

O ataque com Pato, Romarinho e Guerrero funcionou bem, impondo muita velocidade e deixando a defesa do Flamengo completamente sem chances. As únicas reais chances do rubro-negro carioca foram com Elias, defendida por Cássio e Chicão cobrando uma falta perigosa já quando a partida estava definida.

Pato abriu o placar após chute cruzado de Romarinho. Em seguida, recebeu ótimo passe de Douglas para fazer um belo gol quase sem ângulo. Romarinho aproveitou rebote de Felipe para ampliar e Guerrero ainda fechou a conta batendo pênalti sofrido por Emerson, que entrara no segundo tempo.

Dentro do Brasileirão, foi sem dúvida o melhor jogo do time. Esperamos que esse ímpeto e volume se repitam outras vezes. Apesar na vitória, o Corinthians não está no grupo dos quatro primeiros por causa de uma combinação de resultados, ficando um ponto atrás do Botafogo (quarto colocado).